7 ferramentas que estão em alta no mercado do desenvolvimento mobile

Desenvolvimento

Os smartphones viraram meios primários de acesso à internet. Com isso, as empresas ampliam investimentos para fortalecer suas estratégias orientadas à mobilidade. Isso significa que, desenvolver sistemas mais adequados pode render um cheque mais gordo ao final do mês.

A Foote Partners realizou uma pesquisa para identificar habilidades demandas e tendências de remuneração para programadores com conhecimentos em algumas ferramentas focadas no desenvolvimento mobile ao longo dos últimos meses. O estudo considera algumas práticas que não necessitam de uma certificação formal.

Com base na pesquisa, a companhia listou sete pontos que valem a pena serem aprofundados para melhorar os rendimentos.

Apache Cordova

Desenvolvedores com experiência nessa ferramenta podem esperar uma compensação por seus conhecimentos. Segundo o estudo, o valor de mercado (e a remuneração) desses profissionais cresceu 37% em um intervalo de um ano.

O Apache Cordova é usado por programadores de software para criar aplicações usando HTML5, JavaScript e CSS3. Algumas pessoas conhecem esse recurso, criado pela Nitobi e adquirido pela Adobe em 2011, como “PhoneGap”.

Uma das vantagens desse framework é que ele cria apps híbridos que não ficam restritos ao ambiente web ou móvel.

F#

Caso tenha F# em seu currículo, saiba que está em uma boa posição para um salário mais interessante. Não é preciso certificação para essa habilidade. Apesar disso, os rendimentos para quem domina essa prática aumentou 8,3% em um ano.

Trata-se de uma linguagem de programação multiparadigma, open source que combina técnicas funcionais, imperativas e orientada a objetos utilizada entre plataformas distintas. A ferramenta foi criada pela F# Software Foundation e pela Microsoft. 

Grails

Profissionais que conhecem esse recurso viram seus rendimentos aumentarem em mais de 20% em um ano, nos Estados Unidos. Esse é outro framework de aplicação web open source que usa linguagem de programação Groovy para plataforma Java.

A ferramenta foca em produtividade e velocidade para ajudar desenvolvedores a criarem programas de forma rápida e eficiente. Grails usa uma convenção de codificação que simplifica o processo para ajudar programadores a reduzirem o número de decisões a serem feitas para manter os níveis de flexibilidade.

Drupal

Nos últimos três meses, o valor de mercado para quem tem conhecimentos em Drupal avançou 16,7%, puxando salários. Para quem não conhece, trata-se de um framework de gestão de conteúdo open source, livre e escrito em PHP focado na construção de sistemas de gestão de conteúdo (CMS) que suportam websites.

iRise

A demanda por programadores com esse conhecimento avançou bastante no passado recente. A ferramenta permite criar simulações de sistemas, especialmente para propósitos corporativos, que ajudam a ter uma visibilidade de como funcionarão os produtos quando prontos.

Oracle Certified Professional Java SE Programmer

Enquanto muitas das habilidades listadas acima não requerem certificado específico para garantir um salário maior, a certificação Java SE Programmer pode valer a pena para ampliar rendimentos, de acordo com a Foote Partners. O exame, que também é pré-requisito para outras disciplinas, avalia conhecimentos em Java e relativos à SE APIs.

Jboss Certified Developer

Desenvolvido pela Red Hat, essa certificação ganhou destaque em termos de valor de mercado nos últimos meses. Os testes de conhecimento sobre construção de aplicações em Java Enterprise Edition (JEE) podem ser usados tanto na JBoss Enterprise Application Platform quanto em outras plataformas correlatas.

Fonte: Computer World

P.S.: Estamos com uma de 7 tecnologias, será que seria interessante nos especializarmos em mais uma?

Foto de Aleagi
Aleagi
Dê uma nota: 
0

Sem avaliações

Tempo de leitura: 3 mins